SC terá segundo turno entre Gelson Merísio e Comandante Moisés

SC terá segundo turno entre Gelson Merísio e Comandante Moisés

8 de outubro de 2018 Off Por Editor



  • Merísio (PSD) obteve 31,12% e Moisés (PSL), 29,72% dos votos válidos. Candidato PSL surpreendeu a todos já que as pesquisas apontavam ele com apenas 9%

     

    A eleição para governador de Santa Catarina será decidida no segundo turno entre os candidatos Gelson Merísio (PSD) e Comandante Moisés(PSL).

    Merísio recebeu 1.121.855 votos, o que representa 31,12% dos votos válidos. Moisés obteve 1.071.404 votos, o que representa 29,72% dos votos válidos.

     

    Propostas de Gelson Merísio

    • segurança pública é prioridade
    • extinguir as Agências de Desenvolvimento Regional
    • estimular a interiorização do desenvolvimento do estado
    • investir no Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA)
    • reconvocar 5 mil policiais da reserva para aumentar o efetivo da Polícia Militar
    • aumentar efetivo da Polícia Civil
    • promover mutirão de cirurgias e de exames eletivos contratando o serviço ocioso de hospitais particulares
    • aperfeiçoar as parcerias público-privadas no estado
    • articular com o governo federal a duplicação da BR-470 e BR-280, início da BR-282 e o Contorno Viário da Grande Florianópolis
    • Organizar e expandir a oferta do ensino médio
    • aumentar a interiorização do conhecimento, ampliando o acesso à graduação e pós-graduação

    Propostas de Comandante Moisés

    • liberar o estado das ações que não consegue entregar, chamando parceiros da iniciativa privada
    • reduzir número de cargos comissionados e secretários de estado
    • Promover parcerias com instituições de ensino para o fomento do empreendedorismo.
    • Estimular a produção agropecuária e pesqueira com identificação geográfica, através de incentivos fiscais.
    • Fomentar o esporte como meio de prevenção, socialização e integração
    • Implementar a educação integral e incentivar o ensino técnico
    • Investir em saúde integral com foco em prevenção, diminuindo a morbidade, sofrimentos, tempo de espera e gastos com saúde pública
    • Aliar novos recursos tecnológicos potencializando a atividade de inteligência na segurança pública
    • Reestruturar o sistema prisional, fomentando parcerias público-privadas para a profissionalização do apenado, consolidando a custódia e a reinserção social
    • Fomentar a recuperação, manutenção e ampliação da malha rodoviária
    • Fomentar o saneamento básico e abastecimento de água

    Após saber que está no segundo turno, Merísio afirmou: “Nós temos que discutir Santa Catarina, o que é melhor para o nosso estado. Quem pode contribuir mais, quem pode ajudar a construir um processo que ajude as pessoas de Santa Catarina a terem mais segurança pública, mais saúde e infraestrutura”.

    Já Moisés declarou: “A gente lutou contra duas figuras que estavam aí há 20, 30 anos na política, que se substituem entre si, com grupos partidários. Então o sentimento da rua era esse de mudança, de renovação e a gente percebe que ele está se concretizando”.

    Campanha

    Tanto Gelson Merísio quanto Comandante Moisés começaram atrás nas pesquisas Ibope feitas em Santa Catarina. Na primeira pesquisa, divulgada em agosto, o candidato do PSD estava em terceiro lugar e o do PSL, em sétimo. Na última pesquisa Ibope, divulgada na sexta (5), Merísio estava em segundo, com 29% dos votos válidos, e Moisés, em quarto, com 12% dos votos válidos.

    Durante a campanha, a revelação por parte de Merísio de que votaria em Bolsonaro (PSL) para presidente causou polêmica na coligação. Nacionalmente, porém, o PSD apoia Alckmin (PSDB). O partido Podemos chegou a protocolar no Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) pedido para deixar a coligação.

    A chegada de Moisés ao segundo turno não estava prevista nas pesquisas Ibope. O candidato apareceu com 1% das intenções de voto em agosto. De acordo com as pesquisas Ibope, Merísio iria para o segundo turno com Mauro Mariani (MDB).

    Veja o resultado dos outros candidatos:

    • Mauro Mariani (MDB): 836.844
    • Décio Lima (PT): 460.889
    • Camasão (PSOL): 72.133
    • Portanova (Rede): 18.710
    • Jessé Pereira (Patriota): 13.472
    • Ingrid Assis (PSTU): 9.944

    Com informações G1 SC