CBMSC e Samu terão novo Arcanjo para atendimento em operações aéreas

CBMSC e Samu terão novo Arcanjo para atendimento em operações aéreas

30 de Maio de 2019 Off Por Eduardo Grassi



  • Equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) terão um novo reforço para o atendimento à comunidade em operações aéreas. Uma aeronave Arcanjo será locada pela Secretaria de Estado da Saúde, a fim de ampliar e qualificar os atendimentos do Grupo de Resposta Aérea de Urgência (Grau). O anúncio da nova aquisição foi feito na última sexta-feira (24), através do Governo do Estado de Santa Catarina. O processo licitatório para a locação do novo avião está sendo elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde.

    De acordo com o piloto e Capitão BM Anderson Ciotta, a aeronave trará mais conforto e segurança para a equipe e pacientes, além de um ganho significativo em tempo resposta. “O Arcanjo poderá cruzar o estado do litoral ao Oeste em aproximadamente uma hora e meia. O avião também será equipado com radar meteorológico, piloto automático e os mais modernos equipamentos de navegação aérea”, explica o Capitão.

    Para o Tenente-Coronel BM Helton de Souza Zeferino, secretário de Estado da Saúde, o reforço aumentará a disponibilidade e a qualidade do serviço. “Queremos que o transporte seja mais humanizado, com a possibilidade de transportar um acompanhante com a vítima. Assim, ele não precisará se deslocar horas pelas estradas com a angústia de desconhecer a situação de saúde de um ente querido”, explica o oficial.

    A aeronave ainda poderá transportar pacientes com doenças infecto-contagiosas. “O novo Arcanjo terá condições de higienização aprimoradas. Com essa melhoria, não precisaremos mais negar transporte a um paciente nessa condição”, declarou o Tenente-Coronel. Dentre as melhorias no atendimento humanizado, será possível, por exemplo, transportar um bebê recém-nascido ao lado da mãe ou de outro acompanhante.

    Efetivo aéreo

    Atualmente, o CBMSC possui quatro aeronaves (duas de asa fixa e dois helicópteros) colocadas à disposição da comunidade para atendimento em todo o território catarinense. Além de ocorrências de urgência com vítimas, busca de desaparecidos e resgate em afogamentos, os aviões realizam o transporte de órgãos para transplantes.

    O Arcanjo-02, uma das aeronaves mais antigas, não será mais usado para o transporte de pacientes. Fabricado em 1981, o avião soma 38 anos de uso e não há mais peças de reposição para a manutenção. Já o Arcanjo-04, fabricado em 2001, possui espaço interno reduzido comparado aos demais, o que prejudica a acomodação da tripulação, equipamentos médicos e paciente. O avião permanece na frota, executando atividades administrativas e operacionais do Corpo de Bombeiros Militar, podendo ser uma alternativa quando a nova aeronave estiver em atendimento. As aeronaves de asa fixa são utilizadas apenas em situações em que não há urgência para o transporte, ou seja, quando o paciente está estabilizado.