Rinoplastia – saiba o momento de realizar a cirurgia

Rinoplastia – saiba o momento de realizar a cirurgia

27 de novembro de 2019 Off Por Luana Zanandrea



  • Procedimento visa corrigir as alterações do nariz, sejam elas estéticas ou funcionais

     

    A Rinoplastia é um procedimento cirúrgico realizado para modificar a aparência nasal, com o objetivo de melhorar características específicas que se destacam na forma do nariz, harmonizando-o com as demais estruturas da face. A cirurgia visa corrigir as alterações do nariz, sejam elas estéticas ou funcionais.

    Conforme explica o cirurgião plástico Rafael Tirapelle, com a rinoplastia é possível diminuir ou aumentar o dorso, afinar a base óssea, corrigir desvios e assimetrias, alterar o formato e a projeção da ponta, dentre outros aspectos, sempre respeitandoas características individuais de cada paciente.

    Uma das dúvidas mais comuns é sobre o cuidado pós-operatório. De um modo geral, o tempo de recuperação para voltar ao trabalho varia de sete a 14 dias, sendo que nos primeiros dias o repouso é muito importante. No primeiro mês, deve-se evitar atividades físicas, exposição ao sol e o uso de óculos, orienta o médico.

    Esta é a quarta cirurgia plástica mais praticadas no mundo, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS), responsável por 8,1% dos procedimentos. Ela não é feita apenas pela estética, mas também ajuda a corrigir problemas respiratórios causados pelo desvio de septo nasal e por hipertrofia (aumento anormal) nos cornetos nasais. Pode ser realizada em qualquer fase da vida, porém em adolescentes é indicado esperar até que se complete o desenvolvimento ósseo e cartilaginoso, que ocorre por volta dos 16 anos de idade. Mas, se há problemas funcionais, pode ser necessário antecipar a cirurgia, indica o especialista.

     

    Técnicas e procedimentos

    De acordo com o Dr. Tirapelle, existem duas opções de técnicas (a aberta e a fechada) e duas principais filosofias cirúrgicas (a redutora e a estruturada) que podem ser utilizadas para a realização do procedimento, sendo que a escolha de ambas fica a critério do cirurgião e das características de cada caso. Na rinoplastia aberta  a qual damos preferência  a pele é elevada através de uma pequena incisão na região entre as narinas (columela) e incisões dentro do nariz, permitindo uma visualização completa de todo o arcabouço ósseo e cartilaginoso, facilitando a identificação das deformidades existentes, bem como a correção das mesmas e a adequada estruturação nasal, com os enxertos cartilaginosos necessários, esclarece o cirurgião plástico.

    Para o Dr. Rafael, o nariz ideal é aquele sem estigmas, que não aparenta ter sido operado, harmônico com a face do paciente, com uma boa função respiratória e com resultados duradouros no longo prazo.